Cristal em Porto Alegre


Conheça sua história

Há duas versões para o bairro ter o nome de Cristal: a primeira fala que o General Bento Gonçalves da Silva e sua tropa, anos antes da Revolução Farroupilha, teria repousado sob a sombra de uma figueira na região – esta, conservada até hoje pelos moradores do bairro. Como Bento possuía uma estância denominada Cristal, pode ter sido este o motivo do nome do bairro. A segunda versão trata do fato de que, no espaço onde se consagrou o bairro, havia uma rica concentração de quartzos, que brilhavam no solo da região, eis o porquê da designação. Durante a primeira metade do século XX, o Cristal insere-se no caráter de urbanização e modernização concebido pela Capital, visto ter sido escolhido para abrigar o Hipódromo, o que se traduzia em urbanização, modernidade e status. Outras instituições posteriormente se instalaram no bairro, como o Estaleiro Só e a fábrica de garrafas térmicas Termolar. Em função desse amplo estágio de urbanização, avenidas foram asfaltadas, ruas foram abertas e novas edificações construídas, sendo que o registro oficial do bairro se dá através da Lei Municipal n º 2022 de 1959. Como pontos turísticos do bairro estão, além do Jockey Club, o Clube Veleiros do Sul, o Iate Clube Guaíba e o Museu Iberê Camargo.