Pedra Redonda em Porto Alegre


Conheça sua história

O desenvolvimento do bairro Pedra Redonda se dá no início do século XX, quando as primeiras conexões entre o Centro e a Zona Sul foram estabelecidas. Assim, a estrada de ferro do Riacho, já com o trecho até a Pedra Redonda, foi concluído em 1912. Posteriormente, uma ligação à Vila Nova foi feita em 1924, o que diminuiu o isolamento do bairro. As características de bairro de veraneio e lazer acabaram por se intensificar devido às viagens que os moradores do centro e dos arredores faziam até a Pedra Redonda. Assim, havia duas opções: ou vir de barco pelo Rio Guaíba, ou utilizar o trem. O desenvolvimento das atividades balneárias no bairro tornou conhecidas dos porto alegrenses as pedras redondas, situadas na beira da praia. Este principal ponto turístico também marcava a última estação do trem, e uma pedreira instalada no bairro fornecia muito material para o trabalho de construção do cais do centro. A presença de um trapiche data da década de 1920. Assim, partindo da Estação Ildefonso Pinto (junto ao Mercado Público), os visitantes atracavam próximo ao ancoradouro da Pedra Redonda. Em 1927, foi substituído o trapiche original e construído um novo, por intermédio da Companhia de Navegação Arnt, próximo à atual sede campestre da Sociedade de Engenharia do Rio Grande do Sul. Por ser um bairro pequeno (47 hectares de área) e rochoso, um dos maiores destaques quanto ao relevo é o Morro do Sabiá. Apesar de não possuir muita altura (41 metros), o morro caracteriza-se pela presença abundante de pássaros, além da mata verde que mantém o aspecto tranqüilo que perpassa o bairro. Uma escadaria permite aos visitantes descer do cume do Morro do Sabiá à praia.